Total de visualizações de página

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Niterói e Niemeyer

Oscar Niemeyer
Oscar Niemeyer é um centenário arquiteto, escritor, urbanista e artista em geral nascido no Brasil com renome internacional. Muitas de suas obras de arte foram transformadas em realidade na cidade de Niterói, a mais famosa delas é o Museu de Arte Contemporânea. Nasceu em 1907, na cidade do Rio de Janeiro, ao longo de sua carreira descobriu que não se adaptaria àquela arquitetura comum, e acabou criando seu próprio estilo. No ano de 1997, começaram os estudos sobre a construção do Caminho Niemeyer, entre outros projetos, para homenagear seu aniversário. Recebeu muitos prêmios, publicou revistas, livros, foi expositor e membro de importantes órgãos internacionais além de ter sua marca registrada em inúmeros prédios e cidades. Hoje reside na cidade do Rio de Janeiro. Esses dados são do sítio da Fundação Oscar Niemeyer que fica no bairro da Glória, no Rio de Janeiro.

O Caminho Niemeyer
Foi uma ampliação da obra do MAC, encomendada pela prefeitura de Niterói ao arquiteto. O objetivo do projeto era criar um complexo arquitetônico funcionando como um centro cultural, em uma área extremamente valorizada da cidade à beira da baía de Guanabara. O Caminho Niemeyer foi concebido pelo poder público do município como área de preservação histórica, mas não de preservação ecológica visto, que não dedica atenção as áreas verdes e a ao ecossistema marinho da baía. O projeto inicial incluía: o MAC, a Praça Juscelino Kubitschek, o Centro Petrobrás de Cinema, o Teatro Popular, a Sede da Fundação Oscar Niemeyer, o Memorial Roberto Silveira, a Igreja Batista, nova Catedral Metropolitana, a Capela Flutuante e o estacionamento para integrar a estação das barcas e o terminal João Goulart ao Caminho Niemeyer. Se por um lado essa construção trouxe para a cidade obras de um ícone da arquitetura contemporânea mundial, tornando-a mais atrativa para setores ligados ao turismo, à industria cultural, ao comércio varejista, ao capital imobiliário, e apta a um certo tipo de público e consumo de classe média alta, gerando renda para a cidade, por outro, não contribui para a construção de uma cidade verdadeiramente cidadã, uma vez que os objetivos do projeto visam muito mais uma projeção da cidade no Brasil e no mundo, do que a melhoria da vida e dos serviços da cidade para a população em geral; conseqüência que pode ser constatada no dia-a-dia das áreas que incorporam o projeto, hoje são palco violência e compõem desertos urbanos visto que não oferecem à população da região opções de lazer e funcionalidade.
http://egal2009.easyplanners.info/area05/5448_Pinon_de_Oliveira_Marcio.pdf
http://www.niemeyer.org.br/sede.htm


Por Suane Felippe Soares.