Total de visualizações de página

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Ecos da escravidão - Imagens de ontem e hoje

Pensei que era o Capitão do Mato quem corria, chicote em riste na mão
pra riscar a liberdade
pra declarar qual pele pesa mais no ouro.
Jetztzeit, o Tempo de Agora que num lampejo reconecta o ser a História. 
Vejo tudo. O capitão do mato, os grilhões, os gritos desesperados de dor e humilhação, a luta, a luta. 
Poste pelourinho, trava de bicicleta corrente grilhão, justiceiro capitão do mato pm.